terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Sobre as 7 regras para mulheres que estão na pista para negócio após os 30

By Maína Lins

Estar solteira após os 30 ainda pode ser um tabu, tanto para quem vive a solteirice quanto para quem convive. Sim, por mais avanços éticos e morais que sociedade tenha vivido, ainda passamos por situações de cobranças como porque não estamos num relacionamento estável, como se houvesse algo de errado nisso.

Bom, antes de mais nada é preciso identificar as causas do celibato pós 30. Algumas mulheres vem de longos relacionamentos, conturbados ou não. Outras apenas namoram aqui ou acolá, e há aquelas que estão solteiras por opção, pois prezam por sua liberdade e ainda não encontraram alguém que compreendesse seus ritmos e estilos de vida para compartilhar. Seja como for, elas estão aí, na pista para negócio.

São mulheres cheias de experiências de vida, de histórias memoráveis, independentes, guerreiras, inteligentes e bem resolvidas. Entretanto, todos esses atributos nem sempre são suficientes para que se percebam assim. Mesmo aos 30, muitas passam pelos mesmos medos e inseguranças de mulheres menos vividas, ou mesmo não sabem lidar com a dor das frustações vividas, projetando tudo na forma vão para “Pista”.

Penso que tais medos, inseguranças e frustrações devem ser tratados por meio profissional especializado, mas enquanto isso, tenho algumas regras que “maquiam” certos comportamentos involuntários das mulheres pós 30 na balada e torçamos para que a maquiagem possa ser compreendida melhor com o tempo e se torne parte da mulher. Vamos a elas:


  • 1.       Viva e transmita a idade que realmente tem. Não adianta se travestir de mais nova, preocupe-se apenas em estar linda, elegante e atraente. Além de correr o risco de parecer ridícula, caso consiga a proeza de aparentar ser bem mais nova, poderá atrair boys que não sejam do seu interesse etário (se for isso que quer, ok).

  • 2.       Não compita com as mais novinhas. Sim, as experiências da vida trazem marcas de expressão e novas curvas ao corpo, e talvez já não seja possível sentar até o chão no baile de favela, faz parte. Mostre sua maturidade com um diferencial que as “novinhas” não tem.


  • 3.   Não se preocupe em ser notada.  Uma mulher segura será notada de qualquer jeito. Tente entender que o principal da festa é a diversão, a amizade. O boy magia é uma das consequências boas de uma noite agradável. Caso ele não venha, haverão outros momentos, não avalie a noite por isso e sim pelo tanto que foi divertido.


  • 4.    Mescle os ambientes que frequenta. Existem boas casas noturnas que são mais frequentadas pelo público maduro. Nesses casos, a balada costuma ser mais interessante. É bom conhecer pessoas em momentos semelhantes de vida.


  • 5.     Não se reprima. Se quiser dançar, dance, se quiser seduzir, seduza, se quiser beber, beba com responsabilidade. Não é porque já passou dos trinta que precisa “pagar a de lady” a festa toda. Curta! Viva!


  • 6.      Saiba que dos 20 aos 40 a cabeça dos homens é a mesma (constatação minha). Não é porque ele é o grisalho sedutor que transmite maturidade, que ele abrirá a porta do carro ou te ligará no dia seguinte.

  • 7.  Mulheres independentes e bem resolvidas assustam. Prepare-se para cruzar com algum assustado por aí.



Nenhum comentário:

Postar um comentário